» » » » Satanás era "Regente de Coral" no céu antes de sua queda?

Em quase todos os artigos que escrevo destaco a importância do cristão estudar as Sagradas Escrituras. A falta de um bom estudo bíblico deixa o cristão muito vulnerável a crendices, heresias e superstições criadas no meio evangélico. E o pior de tudo isso, é quando igrejas e grupos religiosos entram em acordo sobre determinado tipo de credo. Quando há o chamado consenso, ou seja, um consentimento e conformidade sobre um determinado tema, sem uma pesquisa, uma análise, um estudo para ver se há respaldo bíblico, o crente adere a uma linha de pensamento errônea sobre Deus e a vida cristã. 

E tudo aquilo que se torna um consenso é muito difícil de ser esmiuçado. Alguns líderes criam em suas igrejas um consenso sobre determinado assunto, porque a sua pregação no púlpito é interpretada como "a voz de Deus" falando com a igreja. Principalmente se a pregação for "fervorosa". Daí os membros dificilmente questionam ou pesquisam o conteúdo do que foi dito pelo preletor da noite. A igreja diz "amém" para praticamente tudo que é pregado no púlpito por pregadores que surgem do nada, trazendo "novidades impressionantes" da Palavra de Deus.

Mesmo a igreja sendo de Deus, e estar na direção de Deus, esta condição não afasta a possibilidade das falhas humanas interferirem na lista de crenças divulgadas entre os cristãos. Durantes anos, décadas, divulgava-se no meio evangélico a possibilidade de Jesus retornar (ou ocorrer o chamado "fim do mundo") no ano 2000. Muitos chegavam a afirmar que a bíblia alertava: "A dois mil chegarás, mas de dois mil não passarás". E como os antigos crentes repetiram isso!!! 

Nunca se achou tal afirmação em lugar nenhum da bíblia. Um estudioso das Escrituras entende que isso nunca existiu na Palavra de Deus. E após este grave erro do ano 2000, vários pregadores espalharam datas da volta de Jesus, calculando datas de "gerações" de Israel, etc. Heresias só funcionam com crentes que tem preguiça de estudar a bíblia. O crente incauto ouve, e sai repetindo o que ouviu, prestando um desserviço a obra de Deus.

Uma das maiores aberrações que ouvimos constantemente de alguns cristãos, é que eles não estudam teologia porque "a letra mata". Quando o apóstolo Paulo afirma em 2º Coríntios 3:6 que a letra mata, ele se referia a LETRA DA LEI, que os judeus queriam viver. Basta ler todo o texto para compreender o que Paulo afirma. A letra da Palavra de Deus jamais poderia "matar" um cristão. O próprio Jesus ordenou: "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam". (João 5:39)

A palavra "anjo" (do latim angelus e do grego ággelos (ἄγγελος) significa "mensageiro". É usada para identificar seres celestiais encarregados com a transmissão de uma mensagem do Senhor. Em alguns casos pode até se referir a mensageiros humanos, mas isso já é um outro estudo. Há classes diferentes de anjos no céu, claro. Os anjos, arcanjos, querubins e serafins. O estudo da angeologia é bem abrangente. Há uma enorme relação na bíblia, tanto no antigo como no novo testamento, do homem com os anjos do Senhor.

Qual a base para se acreditar que Satanás era "Regente de Coral" no céu antes de sua queda?! Vejamos os versículos:

"Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro. Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniquidade". (Ezequiel 28,13-15)

A passagem acima literalmente é um juízo proferido sobre o rei de Tiro. Ezequiel não trata de Lúcifer em seu estado não caído. Precisamos respeitar o contexto. Mesmo havendo paralelos entre a altivez do rei de Tiro e Lúcifer, a linguagem não trata deles. O texto fala de instrumentos musicais, e com isso alguns concluem que se refere ao dom musical de Lúcifer.

Tentam literatizar a passagem de Ezequiel, e deixam de lado o restante dos versículos. Senão, vejamos: ele (o diabo) também era coberto de jóias preciosas literalmente, e se "engajou em comércio". (v. 16, 18). Comércio? Lá no céu?? Alguns pregadores chegam a explanar em seus sermões que em razão do diabo ter sido um "regente de coral" ele tem uma grande fúria com os músicos cristãos. 

Se o fato do diabo ter sido músico no céu, o faz ter hoje ódio dos músicos ou corais da igreja, o fato dele ter sido coberto de pedras preciosas também o faz ter ódio dos comerciantes de ouro, diamante, ou pedras preciosas aqui da terra?! Nunca vi nenhum pregador falar que o inimigo tem fúria das pedras preciosas.

Outro texto utilizado é Jó 38,4-7, que fala de "coro celestial":

"Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra?...Quando juntas cantavam as estrelas da manhã, e todos os filhos de Deus bradavam de júbilo?"

O texto está se referindo a um coro de anjos cantando, e não de Lúcifer. Assim como Ezequiel, o texto de Jó é poético, simbólico.

Segundo a Palavra de Deus, os anjos são perfeitos em todos os sentidos, e superiores ao homem (Salmo 8:5; Hebreus 2:7). Porque então anjos deveriam necessitar de um regente?! Não há em nenhum lugar das Escrituras a necessidade dos anjos terem um "regente" no céu. 

Entre nós, seres humanos falhos, que não somos perfeitos, existem as pessoas que possuem o chamado "ouvido absoluto", ou seja, não precisam que ninguém lhes toque ao piano ou sopre num diapasão um Dó ou Fá. Eles ouvem a nota automaticamente em seu ouvido, e cantam no tom. Quanto mais os anjos que são superiores ao homem!

E o mais importante disso tudo é entender que, se Lúcifer era ou não "regente do coral" é irrelevante, já que ele caiu de sua elevada posição por rebelião a Deus, e não em questões musicais!

Muitas vezes a intenção de alguns que usam a mensagem de que Satanás era "regente musical" é demonizar a música secular. As afirmações "Satanás é músico...temos que ter cuidado com a música...", é no intuito de afastar os crentes da música secular, ou seja, a chama "música mundana". 

Realmente há muita música secular que não presta, e até acredito que há mesmo influência maligna em algumas músicas, principalmente para destruir jovens, e os cristãos em geral. Mas nem toda música é assim. Com toda certeza o diabo tem um vasto conhecimento da música. Mas ele não foi originador da música! Foi Deus quem criou a música!!! Não podemos dar a Satanás algo que é de Deus.

Mas porque então se disseminou tanto entre os evangélicos a informação que "Satanás foi Regente de Coral no Céu"?! 

É uma lenda criada pela líder adventista do sétimo dia, Ellen White. Muitos evangélicos que tem acesso a literaturas de supostos "estudos da bíblia" muito baratos, alguns livros até mesmo de algumas seitas, são tidos como "uma bênção". Confira a origem do disparate:

"Satanás tinha dirigido o coro celestial. Tinha ferido a primeira nota; então todo o exército angelical havia-se unido a ele..." (Ellen Gold White, História da Redenção, pág. 25).

Mas quem foi Ellen Gold White? Resumidamente falando, Ellen Gold White foi uma das pessoas que ajudaram a fundar a Igreja Adventista do Sétimo Dia, e escritora do livro: "O Grande Conflito", muito vendido nos lares junto com uma bíblia de tamanho grande, que se colocava na estante. Ellen White também era considerada uma grande profetiza.

Concluindo, o diabo tem ódio da criatura humana, feita a imagem e semelhança de Deus, e não em especial tem uma fúria pelos músicos, cantores, ou membros do grupo de louvor da igreja. O inimigo começa a ter fúria de você, sendo músico ou não, a partir do momento que você tem uma vida de consagração, oração, leitura da bíblia, e uma vida sincera com Deus e com seus irmãos em Cristo. Acredito até que o inimigo de nossas almas tenha uma atenção voltada para os pregadores da Palavra de Deus, pois estes sim, vivem arrancando as almas de suas garras. Agora afirmar que o alvo do inimigo são os músicos e cantores, devido a ele ter sido "regente de coral no céu", é a maior mancada evangélica de todos os tempos!

"E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós". (1º Coríntios 11:19)

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento". (Oséias 4:6)

"Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho". (Salmo 119:105) 

"Errais, não conhecendo as Escrituras, e nem o poder de Deus". (Marcos 12:24)

"Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo". (2º Pedro 3:18)

Denis de Oliveira é pastor da Assembleia de Deus, Ministério Poder de Deus, RJ.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga